• Ultimas notícias

    quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

    Mais seguro com três volantes, Verdão ainda leva gols por erros próprios.


    O Palmeiras empatou no Uruguai diante do River Plate local e acumulou a quarta partida consecutiva sem vitória, mas encontrou uma maneira de jogar que o agradou, com três volantes. Os problemas, porém, ainda são por conta dos erros que o próprio time comete e viram gols adversários.

    No Uruguai, o Verdão saiu na frente duas vezes, mas cedeu o 2 a 2. O primeiro gol dos mandantes saiu por conta de pênalti cometido por Fernando Prass. Já o segundo surgiu em falha na bola aérea que a equipe teve diversas vezes em 2015. Nessa terça-feira, foi Alecsandro que não conseguiu cortar cobrança de escanteio na primeira trave e Jean deixou de acompanhar Montelongo, que cabeceou, quase sem ser incomodado, nas redes.

    “O adversário tem seus méritos também, mas precisamos parar de tomar esses gols. O primeiro nem tanto, porque foi de pênalti, mas o segundo poderia ser evitado”, admitiu Thiago Santos, uma das novidades do esquema que pode, ao menos, aliviar o sistema defensivo palmeirense.

    O volante foi o atleta que jogou mais fixo no trio de marcadores que tinha ainda Arouca e Jean. “O Marcelo mandou eu ficar mais plantado para liberar o Arouca e o Jean. Foi um esquema novo, nunca tinha jogado com três volantes. Achei bom, o time jogou bem. Deu mais liberdade, até o Jean conseguiu fazer o gol”, lembrou.

    Particularmente, Thiago Santos espera que a estratégia lhe garanta uma vaga no time, já que sua atuação agradou no Uruguai. “Achei que fui bem também. Infelizmente, não conseguimos sair com os três pontos, mas o resultado foi bom”, comentou.
    Fonte: Gazeta Esportiva

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Total de visualizações de página

    Fashion

    Beauty

    Culture