PUBLICIDADE

Rafael Marques se dispõe a atuar como falso 9, mas pede treinamento.


Um dos trunfos do experiente Rafael Marques é a versatilidade. Capaz de jogar em diferentes posições do meio para a frente, o atacante de 32 anos se dispõe a atuar como falso 9 do Palmeiras, desde que tenha tempo para treinar na função, que não é a sua preferida.

Durante a primeira passagem pelo Palmeiras, em 2004, Rafael Marques chegou a ser escalado como centroavante, sem sucesso. Ao longo das últimas temporadas, o atleta rendeu mais como armador, algo que não impede seu aproveitamento como falso 9 em 2016.

“Pode acontecer. Nesses dois amistosos (contra River Plate-URU e Nacional), entrei como 9. Não é minha função, a que eu gosto. Prefiro jogar aberto ou até como 10, vindo de trás, até porque procuro me doar pela equipe. Como 9, é mais difícil voltar para marcar ou tentar fazer jogadas”, afirmou.

Para a função de centroavante, o técnico Marcelo Oliveira tem Alecsandro, Cristaldo e Lucas Barrios. Na armação, a concorrência é ainda maior, com Allione, Cleiton Xavier, Robinho, Moisés e Régis, além de Dudu, Gabriel Jesus e Erik, atacantes que jogam pelas pontas.

Superado apenas por Dudu, Rafael Marques, apesar de não ser titular, encerrou a última temporada como vice-artilheiro do Palmeiras ao anotar 15 gols. Embora tenha avisado claramente que não se vê como centroavante, ele deixou o técnico Marcelo Oliveira livre para eventualmente escalá-lo mais perto do gol adversário.

“Se for preciso, para ajudar o Palmeiras, vou atuar. É óbvio que não estou acostumado ainda, leva tempo. É completamente diferente, tem contato, você joga de costas. Não gosto, mas tem que haver treinamento. Vamos deixar a critério deles”, declarou Rafael Marques.

No começo da temporada, a falta de um meia capaz de criar oportunidades de gol é a principal deficiência do Palmeiras, com sérias dificuldades na saída de bola. Otimista, Rafael Marques acredita no sucesso de algum companheiro na posição – ele citou até Cleiton Xavier, raramente em condições de jogo.

“O Régis possui essa característica, ele me deu passe para gol (contra o River Plate-URU). Jogadores para a função, a gente tem, até mesmo o Cleiton. Basta o atleta começar a jogar e ter sequência, como aconteceu com o Robinho (em 2015). Quando começar a jogar bem, a cobrança pelo 10 vai parar”, apostou.
Fonte: Gazeta Esportiva

Postar um comentário

Copyright © Tv Palmeirense | Portal de Vídeos do Palmeiras. Blogger Templates Designed by OddThemes