PUBLICIDADE

Garçom em 2015, Robinho celebra início de ano com passes decisivos: ‘Prioridade’.


O meia Robinho chegou ao Palmeiras ainda desconhecido por boa parte da torcida do Verdão. No entanto, em pouco tempo, o jogador teve participações históricas em alguns duelos palestrinos e acabou ganhando a confiança dos palmeirenses e dos treinadores que comandaram o clube na temporada passada. Líder no quesito assistências em 2015 (com 13), o camisa 27 não tinha melhor maneira para iniciar este ano: já são três passes decisivos para gol em apenas duas partidas, entre eles, um lançamento perfeito para o atacante Dudu sacramentar a vitória por 2 a 0 diante do Botafogo, no 31 de janeiro, pelo Paulistão.
“Eu estou gostando. Gostaria de já ter feito um gol, mas eu finalizei pouco nestas duas partidas. Foram três assistências, está bom. Sempre deixei claro que a minha prioridade é dar assistências. É importante a chegada de jogadores nesta função porque faz com que você se dedique ainda mais para ser titular”, declarou o atleta, que também contribuiu para os dois tentos marcados no empate por 2 a 2 com o São Bento, na última quinta-feira (04), no estádio do Pacaembu.
Sempre aguerrido dentro das quatro linhas, o jogador reconhece a confiança depositada nele pelos profissionais do Alviverde. “Tenho de continuar jogando, correndo e deixar o motor bem ligado. A disputa é grande, todos querem jogar, e eu me dedico muito quando entro. Procuro dar a minha vida, às vezes não estou em um dia tecnicamente bom, mas procuro correr e brigar. Acho que isso faz com que a comissão técnica aposte em mim e me mantenha na equipe”, comentou, brincando com a grande concorrência no meio de campo do Palmeiras em 2016.
“Gosto de jogar do meio para a frente. Jogo como segundo volante também, tanto que nos dois últimos jogos o Marcelo (Oliveira) me colocou nesta função durante o segundo tempo. Gosto de fazer, mas há muitos jogadores ali e não quero entrar nesta disputa (risos). Mas, com tantos jogadores nesta função, ele não optará por me colocar ali, somente durante as partidas para ter uma saída mais qualificada. Estou fora desta disputa (risos), ficarei na minha mesmo”, explicou.
Robinho, inclusive, destacou a boa parceria com Dudu dentro de campo. “O Marcelo gosta que eu faça a troca de posição com o Dudu, pois acaba confundindo o adversário. Eu gosto de jogar pelos lados também, ainda mais quando o Dudu está ligado no jogo para fazermos esta troca. O Marcelo vem dando muita liberdade para eu poder jogar”, contou. “Tenho muita confiança no Marcelo, vejo que gosta de mim. Todos estão brigando por estas posições, mas fico feliz, pois mostra que o Marcelo tem confiança em mim. Tenho de continuar rendendo para ficar na equipe”, emendou.
E o bom retrospecto com a camisa palmeirense fez com que o camisa 27 conquistasse uma liderança natural com os companheiros de elenco. “Foi algo que eu construí, não foi a minha intenção. Fui chamando a responsabilidade no vestiário e no campo, e isso chamou a atenção dos jogadores e da comissão técnica. Não é algo que faço para aparecer, continuarei fazendo do meu jeito. Se achar que tenho de continuar sendo um dos líderes, continuarei”, afirmou o meia.
Já sobre uma possível cobrança externa pela contratação de um camisa 10, Robinho foi direto. “Eu nem ligo, não estou nem aí. Deixo falar e faço o meu trabalho. São dois jogos e três assistências, alguns chutões errados que acabaram dando certo. Eu faço a minha função e deixo pedirem outros jogadores. Continuarei trabalhando. Se chegarem outros meias, continuarei trabalhando como sempre fiz, cabe ao clube escolher se tem de contratar ou não”, completou o palestrino. 
Fonte: Site Oficial

Postar um comentário

Copyright © Tv Palmeirense | Portal de Vídeos do Palmeiras. Blogger Templates Designed by OddThemes