PUBLICIDADE

Cristaldo revela preocupação com críticas e afirma: “Achei que seria vendido”.


Um dos heróis da primeira vitória do Palmeiras nesta Copa Libertadores – 2 a 0 sobre o Rosario Central, no palestra Itália -, o argentino Cristaldo poderia nem estar no Alviverde em 2016. Com seguidas investidas do clube russo Rubin Kazan, o atacante revelou nesta sexta-feira que, quando voltou para o clube após as férias de dezembro, achou que seria negociado.

“Eles (Rubin Kazam) me procuraram já no ano passado, em novembro, mas só fiquei sabendo pelo meu empresário, que já tinha falado com o Palmeiras e começado com as negociações. Eu não mexi muito com isso porque estava aqui no Palmeiras e a gente estava brigando pela Copa do Brasil. Eu estava muito contente e muito feliz. Depois, nas férias, teve uma proposta para o Palmeiras, mas o clube queria um valor maior do que o que foi oferecido. Na verdade, quando voltei das férias, achei que ia ser vendido porque falaram que que os russos iam aumentar a oferta”, disse o argentino em entrevista à ESPN.

O atacante ainda admitiu que ficou dividido com a oferta no começo, mas que, neste momento, está totalmente focado no Palmeiras. “Não deu certo e eu já não queria mais saber de nada disso porque, se ficasse com a cabeça lá e aqui, ia ser pior para mim. Decidi que não queria saber mais sobre a negociação e falei para o meu empresário que se desse certo, ele me avisaria, se não, tudo bem também”, completou o hermano.

A proposta do Rubin Kazam chegou em um momento delicado de Churry no Palmeiras. O atacante amargava a reserva desde a chegada de Lucas Barrios e ainda viu Alecsandro se tornar a opção imediata na ausência do camisa oito.

“Sou um cara que nunca desiste das coisas. Acho que um ponto forte meu é a minha cabeça. Estou sempre 100% otimista e nunca penso em coisas ruins, porque se você fizer isso, as coisas ruins acontecem. Mesmo dentro do campo eu procuro ser assim. Penso que a bola vai logo chegar em mim então tenho que estar preparado para definir”, explicou.

Por fim, Cristaldo exaltou sua boa participação na vitória desta quinta-feira, sobre o Rosario Central. O argentino destacou que precisava mostrar serviço por ele e pelo próprio Marcelo Oliveira, que, mesmo com o triunfo, segue ameaçado no cargo.

“Preciso estar bem colocado para poder fazer os gols, então estou sempre com a cabeça boa, esperando que a qualquer momento e a qualquer hora a minha oportunidade pode chegar. Se eu não estivesse ligado ontem, o Marcelo (Oliveira) ia ser muito criticado e iam falar: ‘Está vendo o Cristaldo? Por isso que não joga’. Tenho que me justificar e mostrar que quero e posso jogar”, finalizou.
Fonte: Gazeta Esportiva

Postar um comentário

Copyright © Tv Palmeirense | Portal de Vídeos do Palmeiras. Blogger Templates Designed by OddThemes