PUBLICIDADE

Dudu mostra franqueza e fala sobre escolha em entrevista: "opção correta".


O atacante Dudu se viu no epicentro de uma disputa palmo a palmo por sua contratação no início de 2015. De um lado, o Corinthians. Do outro, o São Paulo. Quem levou? O Palmeiras. Em entrevista concedida ao jornalista ?Guilherme de Paula, o jogador falou sobre a sua situação e as pretensões daqui para frente dentro do Alviverde. Confiram alguns trechos:

1. Acerto com o Palmeiras

"Escolhi o Palmeiras por ter a oportunidade de fazer parte do início de um projeto ambicioso e grandioso. Acredito que o título da Copa do Brasil no ano passado prova que estamos no caminho certo. Conversei muito com minha família e com as pessoas que cuidam de minha carreira. Saber que o Alexandre Mattos estava à frente de todo o processo também ajudou. Tenho certeza de que fiz a opção correta e hoje não me imagino tomando outra decisão."

2. Momento no clube

"Encontrei minha felicidade no Palmeiras. Ver o clube se consolidando com estrutura para treinar, aquele estádio maravilhoso… E a torcida do Palmeiras… O que é aquilo? Acordo todos os dias motivado e louco para ir treinar. Antes de dormir agradeço a Deus por tudo o que está acontecendo em minha vida."

3. Interesses da Europa?

"Como disse, é uma grande honra participar desta nova fase na vida do Palmeiras. A ideia sempre foi cumprir o contrato e dar o meu melhor aqui. Mas tem muitas partes envolvidas e o próprio clube pode receber uma proposta irrecusável. Deixo claro que não penso nisso e quando acontece deixo para meus empresários resolverem. Confio neles e assim posso me dedicar no que sei fazer melhor: treinar e jogar futebol."

4. Pressão sobre Marcelo Oliveira

"Acho que a cobrança num clube como o Palmeiras é sempre grande. Todos os torcedores querem ver o time praticando o melhor futebol possível. Estamos trabalhando demais para melhorar o que precisamos. Mas sei que uma das coisas que um time campeão precisa já temos: coração. A final da Copa do Brasil e o jogo contra o Rosário Central provaram isso."

5. Relembrando a suspensão

"Nos momentos mais difíceis podemos ver realmente quem gosta de você, quem está ao seu lado. Já assumi meu erro, fui julgado, mas foi muito difícil ficar impedido de atuar. Muito difícil. O apoio incondicional de minha esposa, quando me via triste, foi meu combustível para superar. E meus filhos, quando sorriam para mim, faziam meu mundo ser muito melhor. Olho para este período e os valorizo ainda mais. Sou um cara muito preocupado com meu desempenho e fiquei triste demais quando soube que ficaria tanto tempo sem jogar. Pessoas como meus empresários também foram fundamentais para me manter firme na luta e com foco."

6. Comparações com Edmundo


"Eu não posso falar que me considero ídolo no Palmeiras. Não em um clube com tantos jogadores consagrados que já vestiram essa camisa. Preciso comer muito feijão com arroz. Mas acho que estou no caminho certo, sim. Esses elogios e comparações me dão ainda mais motivação. Dedicação nunca irá me faltar."

7. Oscilações do time em 2016


"Buscamos este equilíbrio ainda. Vamos encontrar, temos totais condições para isso. Como disse, se no segundo tempo perdemos a qualidade da primeira etapa, sobrou o que temos de melhor. Nosso coração e entrega, além da força impressionante das arquibancadas do Allianz."

Fonte: 90min

Postar um comentário

Copyright © Tv Palmeirense | Portal de Vídeos do Palmeiras. Blogger Templates Designed by OddThemes