PUBLICIDADE

Mais ‘tranquilo’, Dudu admite ajuda extracampo para nova postura: ‘Escutei bem’.


O carinho da torcida do Palmeiras pelo atacante Dudu fica cada vez mais evidente a cada jogo do Verdão, tanto no Allianz Parque quanto fora de casa. Sempre com muita raça e dedicação dentro de campo, o camisa 7 conquistou este apreço ao longo de 2015, após gols decisivos e atuações que o fizeram amadurecer. Antes com temperamento forte, o jogador admite que, em 2016, está mais concentrado para ficar longe das polêmicas durante os 90 minutos de cada duelo.
“Não tomei nenhum cartão amarelo neste ano, tenho o objetivo de focar mais no jogo e ficar tranquilo, e estou fazendo isso desde o meio do ano passado. Ganharei experiência com o tempo, ainda sou novo e tem muita coisa para acontecer em minha vida”, comentou. “Todos conversaram comigo, pessoas que gostam de mim e sabiam que eu deveria mudar essas atitudes que estavam me prejudicando. Escutei bem e estou bem melhor neste ano, e espero continuar assim para ajudar o Palmeiras”, contou.
E um destes amigos que foram decisivos na mudança de postura do palmeirense foi o experiente Zé Roberto. “A gente sempre concentra junto, fizemos uma boa amizade no Grêmio. Ele chegou primeiro ao Palmeiras, e, no dia que falei sobre a minha chegada, ele não acreditava. Ele disse: ‘Será bom porque continuaremos a nossa amizade’. Espero que ele não pare neste ano e eu continue esta amizade com ele”, declarou o atacante, que prevê vida longa no clube de Palestra Italia.
“Todos competem muito pelo Palmeiras, a gente sempre comenta que é para dar a vida quando entra em campo pelo Palmeiras. Tenho de competir e ajudar este clube que está me dando muito carinho, e a torcida e todos do CT (centro de treinamento) também me dão. Espero continuar aqui por quatro anos até o final do meu contrato e, se quiserem renovar comigo por mais quatro anos, eu vou querer também”, afirmou.
O título da Copa Libertadores, inclusive, é um dos objetivos de Dudu com a camisa do Verdão. O atleta, contudo, sabe que não é fácil vencer o torneio internacional, e já projeta um confronto complicado com o Nacional-URU, nesta quarta-feira (09), às 21h45, no Allianz Parque, em mais uma partida válida pela fase de grupos da competição.
“Jogo de Libertadores é pegado e disputado. Já tivemos a oportunidade de jogar contra este time no Uruguai, e o estilo de jogo é parecido com o do Rosario Central. Precisamos fazer dois tempos equilibrados, não deixar o time deles atacar como o Rosario nos atacou no segundo tempo. Temos de tudo para fazer um grande jogo, estamos com a equipe descansada. É um grande passo para a classificação”, analisou o atacante, que conta com uma arena lotada diante dos uruguaios.
“A torcida ajuda bastante. Com o estádio cheio, parece que dá mais força para nós corrermos. Esperamos eles amanhã (quarta-feira) para que possam fazer esta festa bonita e a gente possa corresponder com a vitória”, disse. “É um jogo de ida e outro de volta, e precisamos ganhar esses jogos no Brasil para chegarmos ao país deles e somar pontos, empatando ou ganhando. É um jogo que pode dar um grande passo para a nossa classificação”, completou. 
Fonte: Site Oficial

Postar um comentário

Copyright © Tv Palmeirense | Portal de Vídeos do Palmeiras. Blogger Templates Designed by OddThemes