PUBLICIDADE

Mattos afirma que Cuca foi a primeira opção: “Conhece a alma do Palmeiras”.



O diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos, concedeu entrevista ao programa Seleção Sportv, do canal Sportv. Ele falou sobre a chegada de Cuca ao clube, e repetiu, diversas vezes, que é necessário que o coletivo da equipe comece a funcionar.

“O Palmeiras precisa se equilibrar como equipe”, opinou Mattos, que também frisou a necessidade de que o time funcione para que os centroavantes possam brilhar: “Em determinadas posições, o coletivo precisa ajudar. Ouço críticas a Barrios, Alecsandro e Cristaldo, mas precisa do time. O coletivo do Palmeiras não está produzindo”.

Sobre a chegada do novo comandante, o diretor deixou claro que Cuca era a única opção do clube para o lugar de Marcelo Oliveira. “Cuca foi o único nome trabalhado, porque conhece a alma do Palmeiras. É um casamento que tem tudo para dar certo, e ele é o nome ideal”, garantiu Alexandre, que também elogiou o jeito de ser do treinador. “Todos conhecemos o Cuca, muita doação dentro de campo, ofensividade. Mobilização de espírito, envolve a torcida com o time. A gente espera conseguir, com um bom elenco, encaixar o coletivo”, afirmou.

O ex-técnico, Marcelo Oliveira, também foi citado pelo dirigente, que mostrou muito respeito pelo profissional. “Tenho uma amizade muito grande com o Marcelo, mas a gente é profissional. Tenho certeza que um dia voltaremos a trabalhar juntos”, disse o diretor. Apesar do carinho, ele deixou claro que o time precisava da mudança: “Não houve evolução e tivemos que mudar”.

A vinda de novos jogadores também foi abordada na entrevista. Mattos garantiu que não está atrás de nenhum nome específico. Sobre um novo camisa 10, já que Cleiton Xavier não consegue ter sequência, ele usou o sucesso do Cruzeiro, bicampeão nacional em 2013 e 2014, do qual era dirigente, como exemplo. “O meu Cruzeiro não tinha um camisa 10?, afirmou, para depois declarar que a situação pode mudar: “Mas se aparecer no mercado, todos os times vão querer”.

Por fim, o diretor fez um balanço do seu trabalho no Verdão, que já dura um ano e dois meses. “Paulo Nobre me disse que precisávamos resgatar a autoestima do torcedor. Resgatamos. Conseguimos resultados em 2015, as contratações deram certo e conquistamos o título da Copa do Brasil”, analisou o mineiro de 39 anos.


Fonte: Gazeta Esportiva

Postar um comentário

Copyright © Tv Palmeirense | Portal de Vídeos do Palmeiras. Blogger Templates Designed by OddThemes