PUBLICIDADE

Tchê Tchê rejeita dica de Vitor Hugo sobre apelido: “Não caio na pressão”.


O versátil Tchê Tchê rejeitou uma sugestão feita pelo zagueiro palmeirense Vitor Hugo e afirmou que não abandonará o apelido pelo qual é conhecido. Contratado a pedido do técnico Cuca, o lateral direito e volante do Grêmio Osasco Audax se apresentará ao Verdão após a final do Campeonato Paulista, marcada para esse domingo, contra o Santos, na Vila Belmiro. Por conta da decisão estadual, o jogador disse que só falará sobre o futuro “após conquistar o título”.

O reforço alviverde se chama Danilo das Neves Pinheiro, mas adotou o apelido Tchê Tchê na infância. Ao ser perguntado sobre o futuro companheiro, na semana passada, Vitor Hugo havia sugerido que ele deixasse o nome para trás. “Precisa mudar e chegar como Danilo. Esse nome não vai dar certo. Parece música do [cantor sertanejo] Gustavo Lima”, brincou.

A dica do zagueiro não caiu bem para Tchê Tchê. “Não vou mudar nada, não. Não caio nessa pressão dele, não”, disse o atleta, de 23 anos, antes de um treino realizado na sexta-feira pelo Audax, em Sorocaba. Apesar da relutância em manter o apelido no Verdão, o jogador adotou um posicionamento diferente quando defendeu a Ponte Preta, em 2014. À época, ele deixou o nome de lado para ser chamado de Danilo Neves.

Os atletas com apelido, antes comuns, têm se tornado cada vez mais raros no futebol brasileiro, especialmente nos grandes clubes, que às vezes tentam rebatizar contratações e promessas das categorias de base. No Palmeiras, por exemplo, os únicos são os pouco criativos Edu Dracena, Dudu e Zé Roberto.

Autor de um belo gol na semifinal contra o Corinthians, Tchê Tchê chamou a atenção do técnico Cuca por atuar em mais de uma posição. Mas, para evitar problemas com o Audax, ele pediu para não comentar sobre a transferência antes da decisão do Paulista. “Minha cabeça está só na final. Todo jogador almeja jogar num clube grande, mas eu só pensarei nisso depois que o Audax conquistar o título”, disse.

Tchê Tchê só não conseguiu escapar das brincadeiras dos outros atletas do clube de Osasco. Apesar das sondagens, ele foi o único jogador da equipe que acertou uma transferência antes da final. “Quando ele chega numa roda de conversa, os caras falam para ele já sair fora. Dizem que ele nem é mais do Audax, que já pertence ao Palmeiras”, contou o goleiro Sidão, aos risos.

O lateral direito e volante do Audax foi um dos quatro reforços confirmados pelo Palmeiras para o Brasileiro. O clube já acertou com Fabrício, lateral esquerdo e meia, e Fabiano, lateral direito, ambos emprestados pelo Cruzeiro em troca por Robinho e Lucas, e firmou um contrato de cinco anos com o zagueiro colombiano Yerry Mina.
Fonte: Gazeta Esportiva

Postar um comentário

Copyright © Tv Palmeirense | Portal de Vídeos do Palmeiras. Blogger Templates Designed by OddThemes