PUBLICIDADE

Renovado e torcedor em campo, Victor Luís volta ao Palmeiras.


Os últimos dois anos foram complicados para Victor Luís. Revelado pelas categorias de base do Palmeiras, o lateral-esquerdo iniciou sua trajetória entre os profissionais no pior cenário possível: tentando salvar o time do rebaixamento no Brasileirão, em 2014. No ano passado, foi emprestado ao Ceará e reviveu o mesmo drama na Série B: luta contra a degola. 
Em ambos os casos, o final foi feliz: Verdão e Vozão se salvaram. Com apenas 22 anos, Victor Luís tem muita história para contar. E agora, com nova chance no Palmeiras, ele espera escrever capítulos mais felizes para sua carreira e para o clube de coração.
– O primeiro grande teste que eu tive aqui foi em 2014, um ano superdifícil, que conseguimos concluir com a permanência na Série A. No Ceará foi a prova de novo. Foram dois anos sofridos, mas felizes. Fiz bons jogos, tive aproveitamento muito bom. Ainda tenho muito trabalho para fazer – afirmou, em entrevista exclusiva ao GloboEsporte.com, após treino da última sexta, em Itu, onde o Verdão está em pré-temporada.
Mesmo em Fortaleza, a mais de três mil quilômetros de São Paulo, o lateral nunca esqueceu o Palmeiras. Manteve contato com Nathan e João Pedro, companheiros na base, acompanhou toda a campanha que terminou com o título da Copa do Brasil e se motivou ainda mais a provar que seria capaz de integrar o reformulado elenco. 
Quando eu via os jogos, eu torcia. Eu vestia a camisa do Ceará com unhas e dentes, mas sempre estava acompanhando o Palmeiras."
Victor Luís
 Quando teve a confirmação de que ficaria, pelas palavras do diretor de futebol Alexandre Mattos, a sensação foi de dever cumprido. 
– Eu estava no Ceará, e teve uma entrevista do Alexandre (Mattos). Eu recebi um monte de ligações da família e de amigos. Foi uma surpresa agradável, correspondeu com o que eu vinha fazendo – contou. 
– Quando eu via os jogos, eu torcia. Eu vestia a camisa do Ceará com unhas e dentes, mas sempre estava acompanhando o Palmeiras. Quando foi passando na Copa do Brasil, a alegria foi aumentando. Isso ajudou minha autoestima também.
Sob o comando de Marcelo Oliveira, com uma Taça Libertadores da América pela frente, o jovem terá como concorrentes de posição Zé Roberto e Egídio. O veterano, aliás, é tratado como ídolo por Victor Luís. Os primeiros dias junto do atleta, que tem 19 anos a mais, mostraram a Victor que o aprendizado será grande em 2016.
–  O Zé é um cara que é exemplo. Fora e dentro de campo, para todos nós, em qualquer posição. Ser da posição dele é uma honra. Ele ajuda muito os companheiros. Está sendo uma felicidade enorme ter essa experiência – elogiou. 
De uma extensa lista com mais de 20 jogadores que estavam emprestados pelo Palmeiras, apenas o lateral Victor Luís e o zagueiro Thiago Martins, destaque do Paysandu na Série B do ano passado, permaneceram. Os restantes foram repassados novamente ou ainda aguardam definição sobre o futuro. 
Fonte: GloboEsporte.com

Postar um comentário

Copyright © Tv Palmeirense | Portal de Vídeos do Palmeiras. Blogger Templates Designed by OddThemes