PUBLICIDADE

Com dois anos a menos, Prass iguala início de São Marcos nos pênaltis.


Título importante, pênaltis defendidos, protagonismo, liderança dentro de campo e identificação com a torcida. A descrição poderia ser usada tanto para São Marcos quanto para Fernando Prass, goleiros da rica história do Palmeiras que não demoraram muito para se tornarem ídolos no Alviverde.

Enquanto o Santo foi formado na Academia de Futebol e atuou somente no clube, o atual camisa 1 foi o primeiro arqueiro contratado após um período de 18 anos somente com pratas-da-casa no gol. No entanto, apesar das diferenças na trajetória, ambos conquistaram o coração do palmeirense através das cobranças de pênalti.

É certo que Prass ainda não chegou ao patamar de ídolo conquistado por Marcos, mas o atual goleiro alviverde ostenta uma marca de dar inveja até no Santo: em apenas 12 meses, o arqueiro defendeu nove cobranças de pênalti. Já Marcos, em seu início no Palestra, demorou três anos e meio (42 meses) para alcançar o feito. Vale lembrar que o camisa 12 foi reserva desde sua estreia pelo clube, em 1996, até 1999.

Já em relação a data de estreia de Prass com a camisa alviverde – 06/07/13, vitória por 4 a 0 contra o Oeste, pelo Campeonato Paulista – o goleiro acumula dez penalidades defendidas em quase 28 meses de clube. Para chegar ao mesmo número de pênaltis agarrados, Marcos precisou de 47 meses desde sua aparição debaixo das traves palestrinas. No mesmo dia em que chegou a marca, porém, o Santo defendeu também sua 11º penalidade, em decisão contra o Peñarol, que levou o Palmeiras às quartas de final da Copa Libertadores de 2000.


Título mais importante da história do Palmeiras, a Libertadores de 1999 foi escrita com Marcos nas penalidades (Foto: Acervo Gazeta Press)

Fernando Prass começou a escrever seu nome na galeria de heróis palestrinos no dia 19 de abril de 2015. Há aproximadamente um ano, o camisa 1 defendeu duas cobranças – de Elias e Petros – contra o Corinthians, em Itaquera, na disputa por pênaltis que classificou o Palmeiras para a final do Campeonato Paulista. E foi justamente contra o maior rival, no último domingo, em penalidade de Lucca, que o goleiro defendeu seu nono pênalti no intervalo de um ano, o décimo pelo Alviverde.

Mesmo com a curta história em relação ao camisa 12, Prass também leva vantagem sobre Marcos em relação aos pênaltis defendidos contra o maior rival: 3 a 2. Enquanto o atual arqueiro levou a melhor contra Elias, Petros e Lucca, o Santo fez história nas Libertadores de 1999 e 2000 ao defender as cobranças de Vampeta e Marcelinho Carioca, respectivamente.

Superar Marcos na Copa Libertadores, aliás, será o grande desafio de Fernando Prass neste ano. O Santo tem um retrospecto incrível nas penalidades da competição, tendo defendido aproximadamente 25% dos pênaltis sofridos (10 de 42). Além disso, em nove disputas de penalidades com o ex-camisa 12 em campo, o Verdão levou a melhor sete vezes.

A história de Prass com a camisa do Palmeiras na Copa Libertadores já começou a ser escrita na vitória de 2 a 0 sobre o Rosário Central, no Palestra Itália, no dia 3 de março, quando o goleiro, além de ter uma ótima atuação, defendeu pênalti cobrado pelo atacante Marco Rubén, quando o Alviverde ainda vencia pelo placar mínimo. Nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), o Verdão voltará a entrar em campo contra o time argentino, no Gigante de Arroyito, para continuar vivo na competição. Mais uma chance para Prass conquistar ainda mais a torcida alviverde.

Primeiros dez pênaltis defendidos por Marcos:
19/05/1996 – Palmeiras 4 x 0 Botafogo-SP (cobrança de Paulo Cesar) – Paulistão
01/07/1997 – Bahia 2 x 2 Palmeiras (cobrança de Lima) – Torneio Maria Quitéria
03/07/1997 – Palmeiras 0 (4) x (3) 0 Flamengo (cobrança de Jamir) – Torneio Maria Quitéria
03/07/1997 – Palmeiras 0 (4) x (3) 0 Flamengo (cobrança de Maurinho) – Torneio Maria Quitéria
01/10/1998 – Palmeiras 3 x 1 Nacional-URU (cobrança de Barrios) – Copa Mercosul
30/01/1999 – Fluminense 4 x 0 Palmeiras (cobrança de Roger) – Torneio Rio-São Paulo
12/05/1999 – Corinthians 2 (2) x (4) 0 Palmeiras (cobrança de Vampeta) – Copa Libertadores
14/05/1999 – Flamengo 2 x 1 Palmeiras (cobrança de Romário) – Copa do Brasil
07/12/1999 – Palmeiras 3 x 1 San Lorenzo (cobrança de Córdoba) – Copa Mercosul
11/05/2000 – Palmeiras 3 (3) x (2) 1 Peñarol (cobrança de Aguirregaray) – Copa Libertadores

Todos os pênaltis defendidos por Prass com a camisa do Palmeiras:
31/07/2013 – Palmeiras 4 x 0 Icasa (cobrança de Radamés) – Brasileirão Série B
19/04/2015 – Corinthians 2 (5) x (6) 2 Palmeiras (cobrança de Elias) – Paulistão
19/04/2015 – Corinthians 2 (5) x (6) 2 Palmeiras (cobrança de Petros) – Paulistão
09/08/2015 – Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras (cobrança de Marinho) – Brasileirão
28/10/2015 – Palmeiras 2 (4) x (1) 1 Fluminense (cobrança de Gustavo Scarpa) – Copa do Brasil
02/12/2015 – Palmeiras 2 (4) x (3) 1 Santos (cobrança de Gustavo Henrique) – Copa do Brasil
23/01/2016 – Nacional-URU 0 (4) x (3) 0 Palmeiras (cobrança de Fernandez) – Copa Antel
23/01/2016 – Nacional-URU 0 (4) x (3) 0 Palmeiras (cobrança de Ramirez) – Copa Antel
03/03/2016 – Palmeiras 2 x 0 Rosario Central (cobrança de Ruben) – Libertadores
03/04/2016 – Palmeiras 1 x 0 Corinthians (cobrança de Lucca) – Paulistão
Fonte: Gazeta Esportiva

Postar um comentário

Copyright © Tv Palmeirense | Portal de Vídeos do Palmeiras. Blogger Templates Designed by OddThemes